Polícia prende suspeito de participação na morte de homem em borracharia na Grande Natal

A Polícia Civil prendeu na manhã desta terça-feira (28) em Parnamirim, na Grande Natal, um suspeito de participar da morte de Nicássio Carlos de Souza, de 25 anos, que trabalhava em uma borracharia na cidade no dia 6 de janeiro quando foi morto a tiros. Outros três suspeitos de participar do crime são considerados foragidos pela Polícia.

Segundo a Polícia Civil o homem, de 30 anos, foi preso em casa e com ele foram encontrados uma arma, munições, um carregador, facas, drogas, balanças de precisão, capacetes vermelhos e uma moto. No imóvel em que o suspeito morava também foram encontrados pássaros silvestres.

De acordo com o Delegado Luiz Gonzaga Lucena, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, a arma encontrada será enviada para o Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) para a perícia identificar se foi utilizada no homicídio. “Não temos dúvidas da participação dele no crime”, relatou.

Ainda conforme informações do delegado, a principal suspeita é de que o crime tenha sido motivado por uma briga de facções. “A princípio, o que sabemos é que seria uma briga de facção. Mas não está totalmente esclarecido”, observou.

Segundo o delegado, o trabalho de investigação da Polícia Civil conseguiu, por meio de câmeras de segurança nas ruas, reconstruir a rota de fuga dos criminosos que saíram do local do crime e foram até a casa do suspeito preso nesta terça. De acordo com o Delegado Lucena, o suspeito também vai ser indiciado por tráfico de drogas e também por crime ambiental.

Outros três suspeitos de participarem do crime são considerados foragidos pela Polícia Civil.

O crime

O crime aconteceu na Rua Nilo, no conjunto Parque Industrial, em Parnamirim. De acordo com a Polícia Militar, quatro criminosos chegaram em duas motos. Ainda segundo a PM, quando eles desceram, Nicássio percebeu que os bandidos estavam armados e correu para dentro da borracharia, mas foi perseguido. Dentro do local, ele foi atingido com pelo menos seis tiros e morreu em cima de pneus que estavam armazenados.

A vítima trabalhou durante seis anos na borracharia onde foi morto, mas havia deixado o emprego e trabalhava em Natal. Ele aproveitou o Dia de Santos Reis, feriado na capital potiguar, para ir à borracharia e fazer um dinheiro extra, mas foi morto no local.

G1/RN

Polícia encontrou arma, munições, drogas, balança de precisão e capacetes na casa do suspeito de participar da morte de homem em borracharia — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Postado em 28 de janeiro de 2020 - 8:44h