Força Nacional chega no RN para reforçar buscas por fugitivos de Mossoró

Militares da Força Nacional chegaram durante a madrugada desta sexta-feira (23) na Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), em Mossoró. Os agentes vão se somar aos mais de 500 policiais que atuam na força-tarefa para localizar e prender os dois fugitivos da penitenciária federal do Rio Grande do Norte.

As equipes foram enviadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública de Brasília ao estado. Os agentes chegaram no RN por volta das 00h10 desta sexta. Na manhã de hoje, 14 viaturas da Força Nacional estavam no Expocenter do campus universitário. A expectativa é que ainda hoje, as outras seis viaturas estejam por aqui.

Ao todo, 20 viaturas, um ônibus e 100 agentes da Força Nacional foram autorizados a vir ao Rio Grande do Norte pelo Ministério da Justiça para auxiliar nas buscas pelos fugitivos que já duram 10 dias.

Além desses, mais de 500 agentes federais e das polícias locais, helicópteros, drones e cães farejadores trabalham para encontrar Deibson Nascimento e Rogério Mendonça que fugiram na madrugada do dia 14 de fevereiro do presídio federal.

Os custos envolvidos na operação não foram informados pelo Ministério da Justiça e o governo do Rio Grande do Norte. A Secretaria de Segurança Pública do RN também não detalhou o número de agentes estaduais envolvidos.

Nesta semana, o Ministério autorizou o envio da Força Penal Nacional, na penitenciária, por 60 dias, a partir desta sexta-feira (23). A quantidade de agentes que vai atuar no reforço da área externa do presídio e no treinamento dos agentes locais não foi informada.

Outra medida adotada pela Defensoria Pública da União (DPU) foi a recomendação para que os policiais usem câmeras corporais nas buscas pelos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró. O documento também pede a realização de exame de corpo de delito e audiência de custódia imediatamente após a recaptura.

JAIR SAMPAIO

Postado em 23 de fevereiro de 2024 - 19:15h