Caso Zezé: Família tenta reconhecer objetos apreendidos pela polícia de Caicó

A família do agropecuarista aposentado, Zezé de Chiquinho de Heronides, vítima de latrocínio no dia 20 de abril no Sítio Angicos, município de São Fernando, vai à delegacia tentar reconhecer objetos muito parecidos com os que foram subtraídos da família no dia do crime.

Na tarde/noite dessa quinta feira, a Polícia Civil de Caicó, juntamente com o GTO (PMRN) e a CIPAM (PMRN), desencadeou uma operação que culminou com a prisão de três envolvidos com o tráfico de drogas, sendo que o trio estava na posse de peças de ouro e vários celulares.

Embora a suspeita fosse quase fundamente, os familiares do agropecuarista não reconheceram nenhum dos objetos apreendidos ontem. Contudo, segundo o blog Jair Sampaio apurou, o trabalho investigativo em cima do trio vai continuar, tendo em vista as inúmeras denúncias.

Postado em 26 de abril de 2019 - 22:22h