Potiguar vence maior torneio de pôquer da América Latina e fatura R$ 1,4 milhão

O potiguar Madson Moura, mais conhecido como “Urea”, foi o grande vencedor do torneio principal do BSOP Millions 2019, a sétima e última etapa da 14ª temporada do Campeonato Brasileiro de Pôquer, encerrada na quinta-feira, em São Paulo. Pela conquista, o atleta recebeu R$ 1,4 milhão, a principal premiação do evento.

Natural de Umarizal, Madson tem 27 anos e começou a praticar pôquer há 10. Visivelmente emocionado durante o discurso da vitória, dedicou o título à mãe, Maricruz.

– Esse título foi para a senhora. E foi o que a senhora mais queria: que eu estudasse. E, depois de velho, eu tive de estudar para aprender a jogar pôquer e chegar até aqui – disse.

Diante da necessidade de entender plenamente o jogo, Moura começou a estudar. Com um detalhe: não sabia ler nem escrever.

– No começo, eu comprei os livros para estudar, mas era minha mulher, a Tâmara, que lia para mim. Mas chegou um dia que eu percebi que precisava aprender a ler de qualquer jeito – conta Urea, que foi se alfabetizar aos 22 anos.

A alfabetização tardia não foi o único obstáculo antes de Moura chegar à vitória mais expressiva de sua carreira. O atleta afirma que tinha apenas o valor da passagem de ida até São Paulo, cerca de R$ 1,2 mil, e o valor da inscrição (conhecida como buy-in), de R$ 3,5 mil, com a ajuda financeira do irmão.

– Só voltaria se tivesse um bom desempenho. Mas eu estava bem confiante e está aí: eu realizei meu sonho: ganhar um torneio do BSOP Millions, o maior torneio da América Latina – comemorou.

Urea postou vídeo em rede social e parecia não ter “caído a ficha” ainda. O potiguar destacou que pretende fazer doações com parte do prêmio.

– Quando você ganha um torneio desse a pressão é maior. Nada é fácil. Quando bate a realidade, dá vontade do cara desmaiar e cair pra trás de tanto dinheiro que eu ganhei. Mas vamos ajudar muita gente com esse dinheiro. Vamos começar ajudando agora no Natal, comprando cesta básica para quem precisa – declarou.

Postado em 6 de dezembro de 2019 - 18:02h