Fiocruz divulga nota sobre ameaças de morte a pesquisadores de cloroquina

A Fiocruz divulgou nesta sexta-feira (17) uma nota em defesa de pesquisadores que vêm sofrendo ameaças de morte por fazerem pesquisas com a cloroquina.

Em sua nota, a fundação, que é ligada ao Ministério da Saúde, chamou de “inaceitáveis” as ameaças e disse apoiar incondicionalmente seu corpo de pesquisadores.

O estudo envolve mais de 70 pesquisadores, estudantes de pós-graduação e colaboradores da Fiocruz, da USP e da Universidade do Estado do Amazonas, entre outras instituições.

Análises preliminares da pesquisa indicaram que a letalidade do uso da cloroquina num grupo de pacientes com Covid-19 em estado grave foi de 13% .

Depois disso, o estudo foi atacado por bolsonaristas nas redes sociais –Eduardo Bolsonaro, por exemplo, escreveu no Twitter que “os responsáveis” eram do PT.

O ANTAGONISTA

Postado em 18 de abril de 2020 - 10:42h