Com máscara de Salvador Dalí, assaltantes de bancos e carros-fortes são presos na Grande Natal

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (04), um homem de 34 anos e outro de 29 suspeitos de roubos a caixas eletrônicos entre outros crimes no Rio Grande do Norte e na Paraíba. Com eles foram encontrados uma pistola, 15 munições, dinheiro com manchas de dispositivo de segurança de caixa eletrônicos, além de relógios celulares e uma máscara de Salvador Dali.

Após investigações da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), os dois homens foram presos em uma casa no município de Extremoz, na região metropolitana de Natal. Segundo a polícia, os suspeitos não reagiram à prisão e confirmaram serem integrantes de uma facção criminosa. Um deles é foragido de Alcaçuz, o maior presídio do estado, tem dois mandados em aberto e apresentou documento falso.

O foragido teria sido filmado praticando um roubo acompanhado de outros integrantes do grupo criminoso, em pelo menos quatro agências dos Correios no Estado da Paraíba. No dia 2 de maio, eles teriam agido na cidade de Água Branca; em 28 de junho do ano passado e 04 de fevereiro, na agência dos Correios da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); e, em 17 de fevereiro, teriam sido flagrados roubando malotes de um carro-forte, na cidade de João Pessoa, quando um segurança e um dos suspeitos terminaram alvejados em um confronto.

Ainda de acordo com investigações, em 28 de abril, na cidade de Taperuá, no Estado de Paraíba, os suspeitos teriam praticado um roubo em um supermercado, ocasião em que um policial militar foi atingido pelos suspeitos, após confronto. O grupo criminoso já vinha sendo investigado. Segundo a polícia, há indícios de que os criminosos pretendiam explodir uma agência bancária no Oeste Potiguar e roubar mais um carro-forte, desta vez no Rio Grande do Norte.

G1/RN

Arma e máscara de Salvador Dalí foram apreendidas com assaltantes de bancos na Grande Natal — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Criminosos foram presos na segunda-feira (4) em Extremoz, na Grande Natal — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Postado em 5 de maio de 2020 - 12:21h