Três suspeitos de envolvimento na morte de motorista de aplicativo em 2020 são presos no RN

Policiais civis prenderam um homem e duas mulheres suspeitos de envolvimento no homicídio do motorista de aplicativo, Lucas Samuel dos Santos Santana, de 23 anos, que aconteceu em Canguaretama, em outubro de 2020.

A ação do Núcleo de Investigações sobre Pessoas Desaparecidas (NIPD) para cumprimento dos mandados de prisão temporária ocorreu nesta segunda-feira (7).

De acordo com investigações, Lucas Samuel foi atraído com o pretexto de fazer uma corrida para Canguaretama, onde já estaria armada uma emboscada, planejada por uma mulher que é suspeita de tráfico de drogas.

Ele foi morto com vários tiros de arma de fogo e teve seu corpo jogado em uma vala. A possível motivação do crime não foi informada pela polícia.

Segundo a Polícia Civil, um dos executores foi morto na semana seguinte, no estado da Paraíba.

Os suspeitos presos nesta segunda (7) foram encaminhados ao sistema prisional, onde se estão à disposição da Justiça.

O crime

Após o motorista de aplicativo passar um final de semana desaparecido, a família reconheceu um corpo encontrado na zona rural de Canguaretama como sendo o de Lucas Samuel dos Santos Santana, de 23 anos. O caso aconteceu em outubro de 2020. O corpo foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e tinha marcas de tiros.

Segundo a família, o homem não deu mais notícias depois que saiu para fazer uma corrida na sexta-feira (2). O veículo usado por ele para trabalhar era alugado e foi encontrado na rua Neuza Farache, em Capim Macio, Zona Sul de Natal, no dia seguinte.

No mesmo dia, sábado (3), um corpo foi achado com marcas de tiros em Canguaretama. Porém, apenas na segunda-feira (5), a família reconheceu o corpo como sendo o do motorista.

O rastreador mostrou que o veículo esteve em Canguaretama, há cerca de 80 quilômetros de Natal às 16h20 da sexta (2). Por volta das 18h, o automóvel já estava em Natal.

G1RN

Carro usado pelo motorista de aplicativo foi encontrado no dia 3 de outubro de 2020, em Natal, um dia após o desaparecimento da vítima.  — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Carro usado pelo motorista de aplicativo foi encontrado no dia 3 de outubro de 2020, em Natal, um dia após o desaparecimento da vítima. — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Postado em 8 de junho de 2021 - 9:04h