Dupla é condenada por estelionato contra idoso de 65 anos em banco na Grande Natal

Dois homens acusados de cometerem estelionato contra um idoso de 65 anos em uma agência bancária de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, foram condenados pela Justiça do Rio Grande do Norte a uma pena de 4 anos e 6 meses de reclusão, além de 135 dias-multa.

O crime ocorreu em agosto de 2022 e teria causado prejuízo de mais de R$ 5 mil à vítima. Eles ainda podem recorrer da sentença.

A denúncia aponta que o caso ocorreu por volta das 10h22 do dia 13 de agosto em uma agência bancária na Avenida Tomaz Landim, no bairro Jardim Lola. Três pessoas teriam participado do crime.

De acordo com os autos do processo, o idoso foi até sua agência bancária, onde realizou um saque de R$ 1.200. Após sair do terminal eletrônico, um dos estelionatários abordou o homem dizendo que teria saído um “papel” do caixa utilizado pela vítima.

Ainda segundo o estelionatário, o “papel” informava que seria realizada uma atualização na conta do idoso, e que ele auxiliaria a vítima, por supostamente manusear melhor os caixas eletrônicos.

Golpe

Em seguida, outro comparsa se aproximou e solicitou ajuda para o mesmo “serviço”, a fim de enganar o idoso. A vítima, então, aceitou a ajuda.

Ainda segundo a Justiça, os autores do estelionato trocaram o cartão bancário da vítima, sem que ela percebesse e, em seguida, realizaram um saque de R$ 800 na conta corrente, além de outros quatro débitos em maquinetas, nos valores de R$ 3.280, R$ 1.100 e R$ 33,86. O prejuízo total foi de R$ 5.213,86.

Após aplicarem o golpe, os estelionatários pegaram um carro e começaram uma viagem ao interior do estado, pela BR-406. Na altura do KM-159, no posto da Polícia Rodoviária Federal de Ceará-Mirim, o veículo que ocupavam recebeu ordem de parada. Segundo a denúncia, a PRF já tinha a informação de que o trio estava cometendo delitos.

Maquinetas e cartões de crédito

Durante a revista ao interior do veículo, foram encontradas embaixo do carpete do automóvel duas maquinetas de cartão. Os policiais ainda localizaram um compartimento fechado, por trás do porta-luvas, com diversos cartões de crédito em nome de terceiros, incluindo o do idoso.

Ao todo, os suspeitos foram flagrados com 34 cartões e R$ 2.872 em espécie.

Sem conseguir explicar a origem dos objetos, o trio recebeu voz de prisão.

Durante o processo, um dos acusados morreu, e teve a declaração de extinção da punibilidade feita pela Justiça.

Os outros dois acusados tiveram os pedidos de condenação aceitos pela juíza Ana Karina de Carvalho, da 2ª Vara da Comarca de São Gonçalo do Amarante.

G1RN

Condenados por estelionato foram presos em agosto de 2022 com cartões roubados — Foto: PRF/Divulgação
Postado em 23 de janeiro de 2023 - 19:30h