ITEP do RN lança novo recurso para auxiliar famílias na busca por pessoas desaparecidas

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) está oferecendo um novo recurso em seu site que permite o acesso a dados de corpos identificados, mas que não foram reclamados por nenhum familiar para a respectiva liberação. (http://www2.itep.rn.gov.br/sigep/public/listagem/desaparecidos)

Essa iniciativa faz parte do Projeto Desaparecidos, promovido pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública, que começou em 2021. O projeto consiste na coleta de materiais biológicos de familiares de pessoas desaparecidas, com o objetivo de realizar buscas no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG). No Rio Grande do Norte, o Núcleo de Antropologia e Arqueologia Forense (NAAF) do Itep é o responsável pela execução.

Através do link disponível no site, os usuários poderão encontrar uma lista de corpos que já foram identificados e estão sob custódia do órgão há mais de 10 dias. Serão fornecidas as iniciais do nome da pessoa, idade, sexo, município onde ocorreu o desaparecimento, data do ocorrido e em qual unidade do Itep o corpo se encontra.

O objetivo dessa iniciativa é permitir que os familiares de pessoas desaparecidas possam verificar as informações e, caso suspeitem que um desses corpos seja de um parente, possam se deslocar até a sede do Instituto para fazer o reconhecimento.

“Essa medida visa ajudar as pessoas que estão em busca de entes queridos desaparecidos, permitindo que elas tenham acesso à informação sobre o que realmente aconteceu, além de evitar situações em que o Itep realiza o sepultamento de um corpo e, posteriormente, a família surge e, através de exames de DNA, confirma que o corpo inumado é de fato o seu parente desaparecido”, explicou o diretor do Itep/RN, perito criminal Marcos Brandão.

Para maiores informações sobre o Projeto Desaparecidos, a população pode entrar em contato, em horário comercial, de segunda a sexta, através do (84) 99454-1091 (WhatsApp).

FIM DA LINHA

Postado em 11 de maio de 2023 - 16:21h