“MATADOR DE FACÇÃO”É PRESO NO INTERIOR DO RN APÓS DEIXAR RASTROS NAS REDES SOCIAIS

A vaidade de se manter sempre conectado pelo TikTok pode ser uma das causas que levaram a localização e a prisão do jovem Rener Silva Rodrigues, de 24 anos, pela Polícia Civil do Ceará, em parceria com a 76ª Delegacia de PC, em Alexandria, Oeste do Rio Grande do Norte. Apesar da pouca idade, Renê, como também é conhecido, seria bastante atuante no mundo do crime e é suspeito de 9 mortes, além de integrante de uma facção criminosa. 

De acordo com o delegado Murilo Baessa, de Alexandria, Renê estava “decretado” por uma facção cearense após “mudar de lado”: trocou um grupo criminoso, por outro. Isso, inclusive, teria motivado tantas mortes atribuídas a Renê e o fez se esconder no interior do Rio Grande do Norte, na cidade de Alexandria, onde mora a namorada. 

Ao que parece, o vacilo de Renê foi o TikTok. Isso porque, mesmo “exilado”, ele não deixou as redes sociais. A redação da 96 teve localizou o “serial killer” na rede social e constatou que o último post dele foi no dia 10, ou seja, há 10 dias. Há, inclusive, várias fotos com a companheira, usando drogas e em locais que poderiam ajudar a identificar onde estaria escondido. 

Segundo a Polícia Civil do RN, após a prisão, Rener Silva foi encaminhado para o sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

PASSANDO NA HORA

Postado em 21 de abril de 2023 - 23:11h